skip to Main Content
Gestão Na Advocacia – 3 Dicas Para Dar Andamento Nos Processos Sem Se Preocupar Com Finanças!

Gestão na Advocacia – 3 dicas para dar andamento nos processos sem se preocupar com finanças!

Se o seu foco é ajudar seus clientes a ganharem causas na Justiça, por que perde tanto tempo micro gerenciando tudo? Gerenciar os aspectos micro e macro são importantes em qualquer área, mesmo quando falamos em gestão na advocacia, que tem suas particularidades. Mas isso não significa deixar outros aspectos importantes de lado.

Afinal, você sabe muito bem que um caso mal elaborado pode significar a perda de uma causa e, normalmente, seu pagamento. Portanto, que tal aprender algumas técnicas para conseguir dar um melhor andamento nos seus processos, além de ter uma rotina sem preocupações em relação ao controle de suas finanças?

Quer uma melhor gestão na advocacia? Então confira as dicas que trouxemos logo abaixo!

Confira Nossas Especialidades - Contabilidade em Florianópolis - SC | Audicor Auditoria e Contabilidade

1. Tenha um plano de negócios

Normalmente encontrado em blogs e consultorias de empreendedorismo, o plano de negócios serve como um mapa e um guia de como seu escritório deve atuar. Ele cobre planejamento estratégico, plano de finanças, plano de marketing e te permite planejar até mesmo as operações do dia a dia.

A boa notícia: é perfeitamente possível criar um plano de negócios para um escritório de advocacia. Criar um plano de negócios te dará mais clareza sobre o que você deve fazer para seu escritório crescer, além de como deve se guiar toda vez que uma decisão importante se apresentar para você.

Para saber o passo a passo para criação de um modelo de negócios, não deixe de conferir este guia do Sebrae, uma das instituições mais respeitáveis quando falamos em empreendedorismo.

2. Procure por ferramentas de gestão e automação

Se administra seu escritório com planilhas do Excel, certamente perde muito tempo alimentando essas planilhas com informações sobre seus clientes e o andamento dos seus processos.

Já pensou em buscar ferramentas que automatizam essa atividade? Existem diversos CRM que podem ser usados para gestão na advocacia.

Sigla para Customer Relationship Manager (gerenciador de relacionamento com o cliente), esses programas permitem a criação de um banco de dados da sua clientela, inserindo informações pessoais e um histórico sobre sua relação com ele.

Ou seja, com essas plataformas, torna-se possível fazer consultas rápidas ao estado atual de sua relação com determinado cliente, além de entender detalhes de tudo que aconteceu na comunicação entre vocês até o momento.

3. Contrate profissionais especializados

Não fique tentando gerir as finanças do seu escritório sozinho se você tem dificuldades. Além de demorar muito tempo para conseguir terminar as tarefas, ainda estará mais suscetível a erros.

Por mais que contratar um profissional resulte em mais uma conta a pagar, é importante entender que fazer isso irá tirar uma tarefa de suas costas, te dando mais tempo para atender seus clientes ou resolver casos no fórum de sua cidade, por exemplo.

Além disso, o trabalho de um profissional é menos propício a erros, o que tornará sua gestão mais eficiente.

Se puder, também opte por profissionais especializados em atender a área jurídica, pois assim como o setor médico, seu escritório conta com regulamentos e particularidades diferentes de um negócio convencional. 

Ou seja, se contratar um profissional de caráter mais generalista, ele poderá ter dificuldades em atender estes aspectos mais particulares da gestão na advocacia.

Tem colegas de profissão passando pelas mesmas dificuldades que você? Então, compartilhe estas dicas com eles em suas mídias sociais, WhatsApp ou outro aplicativo de mensagens de sua preferência!

Back To Top
Open chat